​Para que serve a Neuropsicologia?

A Neuropsicologia permite, através avaliação neuropsicológica, uma avaliação quantitativa e qualitativa da actividade nervosa superior (cerebral), comparando os resultados obtidos com aqueles que são esperados em indivíduos com a mesma idade e escolaridade, fundamentando ou não prováveis diagnósticos e défices cognitivos associados à possível patologia.

A avaliação neuropsicológica realiza-se perante queixas de dificuldades ao nível da memória, atenção/concentração, resolução de problemas, cálculo, bem como nas alterações da linguagem e do comportamento e personalidade.

É uma avaliação essencial nos períodos pós-acidentes vasculares cerebrais, nos traumatismos crânio-encefálicos e nas doenças degenerativas (Alzheimer), em doentes com perturbações psicóticas (esquizofrenia) e com doença bipolar e em todas as situações em que os indivíduos ou familiares notam alterações no seu dia-a-dia, em tarefas anteriormente simples de realizar.

Esta avaliação dispõe de instrumentos específicos para avaliar as funções neuropsicológicas, como sejam a atenção, concentração, percepção, linguagem, raciocínio e aprendizagem. Normalmente é um tipo de avaliação solicitada pelo médico de clínica geral ou familiar, neurologista e psiquiatra, com quem o neuropsicólogo trabalha em estreita articulação.

Para além da avaliação, a consulta de Neuropsicologia permite também programar e executar um plano de reabilitação ou de estimulação cognitiva, perspectivando a recuperação total do défice ou a estabilização dum processo de deterioração e acompanhamento à família, se necessário.